Santiago de Compostela

Muitos milénios antes da invenção das relíquias de Santiago, já a humanidade se dirigia para ocidente, por um caminho assinalado pelas estrelas, que conduzia a uma das finisterras atlânticas.

Peregrinação que todos os alquimistas são obrigados a empreender, pelo menos no sentido figurado, o Caminho de Santiago, estrada rude, penosa, cheia de imprevistos e perigos, continua ainda hoje a constituir um marco na caminhada em busca de uma transcendência perdida e do seu tempo próprio e primordial.