Frei José de Nossa Senhora


Frei José de Nossa Senhora

Seis anagrammas, reais, e cronológicos, aplicados à gloriosa dedicação do sumptuoso, e admirável, Templo de Mafra

 

 

Epígrafe mais própria, mais principal, e mais universal de Sua Majestade que Deus Guarde

 

João V

 

por graça de Deus Rei de Portugal e dos Algarves,

 

A qual posta de pé da letra por dicções latinas, e com todas suas conjunções literais, manifesta em seis Anagramas, seis principais circunstâncias, que cronologicamente se observam na gloriosa Dedicação de Mafra, celebrada com Régia Magnificência.

 

I

No Ano do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de 1730

 

II

No Ano do Nascimento de El Rei Nosso Senhor 41

 

III

No Ano do seu Real Governo 24

 

IV

No Mês de Outubro

 

V

Aos Dias do Mês 22

 

VI

No Dia de Domingo

 

 

 

I

Ano do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de 1730

 

 

PROGRAMA

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae ac Algarbiorum Rex.

 

Segunda vez impresso para entrar com os mais no Real Patrocinio.

Mostra, que a gloriosa Dedicação do sumptuoso, e magnífico Templo de Mafra, por ser obra digna da grandeza de Sua Majestade, devia infalivelmente efectuar-se no presente ano do Nascimento de Cristo, pela grande congruência, que, para uma tão Real empresa, se acha entre este ano, e aquele Título; o Título pelo valor de suas letras numéricas, e o ano pelo número de sua conta cronológica, resultando de qualquer de ambos o mesmo cômputo de 1730.

 

ANAGRAMA I

 

Ioannes V. DeI gratIa portVgaLIae aC aLgarbIorVM   reX

1           5  500        1     5    501       50     1   5 1000 10

 

 

II

Ano do Nascimento de El Rei Nosso Senhor 41

 

PROGRAMA

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae et Algarbiorum Rex.

 

Descobre, por transposição de todas suas letras, que sua Majestade põe em formidável consternação ao mesmo Inferno, com uma Real Empresa, (a Dedicação de Mafra) que fez publica, cumprindo felizmente de sua idade, (que o Céu eternize) em perfeito, e consumado giro, o ano 41.

 

ANAGRAMA II

 

À probè giro XLI aetatis anno regali re Vedium gravat

                          41

 

 

 

III

Ano da Real Coroa de Sua Majestade 24

 

PROGRAMA

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae  Algarbiorumque Rex.

 

Ostenta, pelas mesmas letras, em outra forma transpostas, que El Rei Nosso Senhor cingirá uma Coroa de imortal glória, solicitada pelas Orações da Santa Família da Arrábida, agradecida ao muito, (o Real Convento de Mafra) que recebeu de Sua Majestade no ano de seu Real Governo, e Coroa 24.

 

ANAGRAMA III

 

At Solii anno XVVVIV pre Arabidae grege gloriam querat.

                                  24

 

 

IV

Mês de Outubro

 

PROGRAMA

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae ac Algarbiorum Rex.

 

Explana, por outra diferente transposição das letras, que Sua Majestade dá santo aumento à glória Lusitana, com o grande Templo (de Mafra) consagrado nas Reais expedições do mês de Outubro.

 

ANAGRAMA IV

 

Grandi Ara OCTOBRI navia, Rex auget piè gloriam Lusae

 

Dias de Mês 22

 

PROGRAMA

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae atque Algarbiorum Rex.

 

Expõe, em uma separação dimidiada entre todas as letras vogais, e consoantes, que estas, em todo o seu cômputo, tem identificada consonância com o numero 22. Número ditoso dos dias de Outubro; não só por ter nele feliz Oriente o Sol Lusitano, que hoje nos ilustra; mas também por ter nele Real efeito o sagrado empenho de Sua Majestade, na gloriosa Dedicação de Mafra, celebrada no mesmo dia 22.

 

ANAGRAMA V

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae atque Algarbiorum Rex.

       11   11          11           11     11       11       11  11  11    11

 

 

 

VI

Dia de Domingo

 

PROGRAMA

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae ac Algarbiorum Rex.

 

Declara, por última transposição de suas letras, que, no Dia de Domingo, se levantou para o gosto de Sua Majestade a mais verdadeira glória, que em sua Real grandeza, são os muitos, e inexplicáveis bens, que (com o grande Convento de Mafra) deu a Párvula Religião da Igreja.

 

ANAGRAMA VI

 

Ex DOMINICA surgit gloria vera Regi, bona lata Parvae

 

FINIS

 

 

 

 

Ioannes V. Dei gratia Portugaliae ac Algarbiorum Rex.

 

ANAGRAMA CRONOLÓGICO

 

Achado na mesma Inscrição de Sua Majestade, que pelo valor de todas as suas letras numéricas, prometia alguma grande Real Empresa, (e parece ser a gloriosa Dedicação do sumptuoso, e admirável Templo de Mafra) no ano de 1730.

 

 

Ioannes V. DeI gratIa portVgaLIae aC aLgarbIorVM reX.

1           5  50 1       1     5   50 1 100  50   1 5  1000  10

 

 

LAUS DEO OPT.MAX.

PRO

MAXIMO MIRACULORUM

À

PRINCIPIBUS MUNDI

FACTORUM

SERAPHICA BASILICA

DE

 

 

MAFRA

 

CONDITA

À

MAGNO, et MAGNIFICO

LUSITANORUM REGE

 

J. V.

 

 

Seis anagrammas, reaes, e chronologicos, applicados à gloriosa dedicação do sumptuoso, e admiravel, Templo de Mafra[…], Lisboa, 1731 [Biblioteca Pública e Arquivo de Évora: cod. CIV/2-1]