Anónimo - A Raiva do Porteiro


Antiguidades de Mafra

E aquela hora boa colheita deviam ter feito porquanto a sensibilidade do povo mafrense perante a dor alheia é bem tradicional e muito caracteriza os nossos camponeses.

Onde porém, a lamúria infernal tomou maiores proporções e onde também maior colheita rendia era junto à ermida de N.ª S.ª da Paz.

Boa parte dessa lamúria, fingida talvez, abafava os gemidos verdadeiros duma pobre mãe, que amparava desfalecida nos braços a filha querida, moça de vinte anos, que fora cuspida do albardão pelo coche dum cavalo, montado por um Farrabraz de Alexandria, que corria à desfilada, como um fantasma atropelando toda a gente.

O tio João Tibúrcio que tinha ainda na mente os desatinos que a gente de D. Miguel lhe fizera na adega, bebendo-lhe o vinho e abrindo-lhe as torneiras; que ainda se lembrava da extravagância do próprio monarca em matar um jumento de uma das janelas do convento e também de quando ele mandou meter um burro no salão das damas para fazer uma agradável surpresa à sua comitiva... O tio João Tibúrcio e tantos outros que tinham bem gravado na memória as proezas do absolutismo, disse para a esposa:

- Ó Maria, traz-me a cadeira.

O cavaleiro meteu ao Rio da Quinta, tornejou para o Campo da Forca e veio sair à Ilha da Madeira, mas não entrou na rua do Poço d'El-rei, visto que morava defronte donde é hoje a oficina de Joaquim Gato. Subiu ao sobrado, lançou mão de um sabre que ocultou debaixo da japona e encaminhou-se para o largo da Esperança: travessa do Padre das Silvas, rua do Correio até à esquina onde parou a olhar o Campo da Feira.

Este homem era o Barbaças, que fora provocado no sítio do Odreiro, pelo Francisco Parreira, Inácio do Casal Novo e um tal Verdilhão e daí a pouco ferrava uma tareia mestra nos três, com destreza admirável, indo depois para casa tranquilamente.

O Barbaças habitava em Mafra há muito tempo, mas pouca gente o conhecia, por ser muito concentrado e metido consigo. Recto no exercício das suas funções desempenhava cabalmente a sua obrigação, pelo que Dona Maria II lhe dizia:

- És o pai dos javalis, dos gamos dos veados, da caça.

Animado pela sua rainha como ele lhe chamava, cada vez o Barbaças se embrenhava mais nas profundezas do bosque procurando a solidão.

* * *

Enquanto na cidade do Porto os nobres liberais se defendiam com a coragem e dedicação dos constantes assaltos dos partidários de Dom Miguel, na rua das Tecedeiras, dois militares socavam-se ingloriamente por causa de uma dama, que espreitava assustada pela fresta da janela:

Ao cabo dum ano de contendas, o acaso se encarregou de separá-los: um era de Infantaria 2 e o outro de Dragões de Chaves.